sábado, 14 de janeiro de 2017

Conab: Mais de 165 mil t de milho dos estoques públicos abasteceram pequenos criadores em 2016




Foto: Reprodução

A Companhia Nacional de Abastecimento possibilitou, em 2016, o acesso direto de 25,3 mil pequenos criadores e agroindústrias de pequeno porte aos estoques públicos de milho.
Ao longo do ano, mais de 165 mil toneladas do grão foram comercializadas em todo o país por meio do Programa de Vendas em Balcão (PROVB).
O número de atendimentos chegou a 104,28 mil em 77 unidades de venda, sobretudo no Nordeste, mas com presença também em estados sulistas como SC e RS, aponta informação da assessoria de imprensa da companhia, em Brasília.
Durante o período das secas do Nordeste, a atuação do programa foi muito intensa.
Os criadores do CE foram os que mais adquiriram o milho do programa (27 mil t), seguidos do PI (19,5 mil t) e de SC (18,6 mil t).
O objetivo do Programa de Vendas em Balcão é viabilizar o acesso de criadores de pequeno porte aos estoques públicos, a fim de suprir a demanda por insumos necessários a suas atividades econômicas.
Os preços são atualizados quinzenalmente, seguindo os valores praticados pelo mercado atacadista local.
fonte do blog de pauta aberta

Emater/RN/Funcitern: Divulgado resultado da primeira fase do processo seletivo de bolsistas



Foto: Reprodução

O Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (Emater/RN) e a Fundação para o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação (Funcitern) divulgaram nesta sexta-feira (13), o resultado da primeira fase do processo que aprovará 143 candidatos a vagas de bolsa de extensão.
Os participantes terão acesso aos seus extratos individualmente através de login no portal eletrônicowww.selecao.emater.rn.gov.br, adianta informação procedente do órgão de imprensa da estatal, na capital potiguar.
A comissão da seleção finalizou a avaliação de todos os documentos anexados pelos candidatos e abre a possibilidade de conferência dos itens que foram aceitos ou invalidados, conforme o edital.
O período recursal inicia à 00h00 do sábado (14), e continua até a segunda-feira (16).
A comissão lembra que não foram pontuadas as seguintes situações: documentos de produção acadêmica (itens 5 e 6 do quadro de experiências do edital) com datas de conclusão anteriores a 1º de dezembro de 2013; e, documentos com ausência de data, assinatura ou qualquer identificação do candidato.
Para serem pontuados corretamente, os arquivos comprobatórios deveriam ser anexados individualmente, estando relacionados, cada, a apenas um item.
Profissionais autônomos precisavam comprovar o exercício profissional através de documentos expedidos por entidades de classe, como, por exemplo, conselhos regionais, tribunais, entre outros.
A relação dos candidatos selecionados para as entrevistas, após a análise dos recursos, será divulgada no dia 18 de janeiro nos sites da Emater/RN e Funcitern.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Caixa libera R$ 6 bilhões para linha de custeio antecipado no Crédito Rural



A Caixa Econômica anunciou, nesta quarta-feira (11), o valor de R$ 6 bilhões para a linha de Custeio Antecipado no crédito rural, para custear as lavouras até 270 dias antes do início do plantio da Safra Verão 2017/2018. O crédito rural está disponível em mais de 1.700 agências em todo o Brasil.

O financiamento está disponível para as principais culturas, como soja, milho, arroz, trigo, feijão e sorgo, e conta com análise técnica automática para propostas de até R$ 500 mil. Segundo o vice-presidente de Produtos de Varejo da Caixa, Fábio Lenza, ao antecipar os recursos da próxima safra, o agricultor pode negociar ainda no primeiro semestre de 2017 a aquisição de insumos para o plantio.

fonte do blog de robson cabugi

Certificado de Cadastro de Imóvel Rural pode ser pago sem multas até sábado (14)





O Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCIR) dos exercícios de 2015 e 2016 já está disponível para emissão. O CCIR pode ser pago até 14 de janeiro sem cobrança de juros sobre o valor da taxa de serviço cadastral.
O alerta é feito pela Coordenação Geral de Cadastro

Leia Mais »
fonte do blog de fernando a verdade

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Primeira chuva forte em 2017 anima os angicanos das zonas urbana e rural na esperança de um bom inverno



Na tarde/noite desta segunda feira, dia 09, após rápida formação de nuvens pesadas nos céus depois de um dia intenso de muito calor a cidade de Angicos foi contemplada com uma chuva de boa intensidade.

A chuva durou em torno de 50 minutos e fez como diz o sertanejo “Correr água na bica”. Uma boa chuva como a que foi registrada na tarde/noite desta segunda feira, dia 09, serviu para animar os angicanos das zonas urbana e rural, pois, ambas foram contempladas com as chuvas que caíram.

A esperança de um bom inverno neste ano de 2017 voltou a ser uma realidade para os angicanos, que esperam há pelo menos 4 anos por um inverno regular em nossa região que sirva para encher os açudes e que o agricultor possa fazer o seu plantio e por conseguinte fazer uma boa colheita de grãos.

Tem um ditado popular que diz “Quem espera por Deus nunca cansa”, taí a resposta, Deus está dando sinais de que nos mandará um bom inverno neste ano de 2017 basta termos um pouco mais de paciência e evitarmos está murmurando que tudo dará certo.

Durante a chuva que caiu em nossa cidade a nossa reportagem fez um tour pelas ruas de Angicos mostrando a maravilha que é a festa da água caindo do céu.



















fonte do blog de angicos news

Nordeste enfrenta sua maior seca dos últimos 100 anos, aponta estudo


Reservatórios de água da região têm, em média, 16,3% da capacidade de armazenamento; rios e açudes estão secos

Valdecir João da Silva, de 53 anos, conta os cadáveres do seu pequeno rebanho que não resistiu à fome, à falta de água e às doenças causadas pela desnutrição. Em uma área afastada da pequena casa onde vive com a família, ele juntou 12 animais mortos ao longo dos últimos meses. De alguns, restam os ossos. De outros, mais recentes, os corpos inchados. “Morreram de fome”, resume ele, que prefere deixá-los aos urubus a enterrá-los. Ele tenta salvar os 20 animais que restam com mandacaru, a planta símbolo do Nordeste. “Ração não dá para comprar, pois está muito cara. O saco de milho que custava R$ 18 há dois anos hoje sai por R$ 65.”
No sertão de Petrolina, quinta maior cidade de Pernambuco, não choveu por 11 meses. Em meados de dezembro, caiu uma chuva forte, mas logo parou. O receio dos sertanejos do semiárido é de que se repita o ocorrido em janeiro passado, quando a chuva veio forte, “sangrou” açudes, mas durou só duas semanas.
“Plantei 60 quilos de milho e de feijão, mas não choveu mais e perdi tudo. Não deu nem palha”, diz Josilane Rodrigues, de 25 anos, enquanto expõe 11 ovelhas em uma feira em Dormentes, a 130 km de Petrolina. Quer vendê-las, mesmo a preço baixo, por não ter como alimentá-las.

“Vou vender a qualquer preço porque não quero voltar com eles”, afirma Francisco Agostinho Rodrigues, de 64 anos, que levou à feira 23 de seus 60 animais. “A gente vende algumas para dar de comer às outras”. A feira semanal de Dormentes reúne, em média, 3,6 mil animais e atrai compradores da região e de outros Estados. Em tempos bons, tudo é vendido. Agora, em razão da crise e da seca, o número de animais expostos caiu à metade e muitos voltam para casa por falta de interessados, diz João Batista Coelho, da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária.
Após cinco anos seguidos de volume de chuvas abaixo da média histórica, a seca do semiárido já é considerada a maior do século. A região inclui Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e o norte de Minas Gerais e conta com cerca de 23 milhões de habitantes.
Água. Grandes reservatórios do Nordeste – com potencial de armazenar mais de 10 bilhões de litros de água – operam, em média, com 16, 3% da capacidade, porcentual que era de 46,3% há cinco anos. Dos 533 reservatórios da região monitorados pela Agência Nacional de Águas (ANA), 142 estão secos.
Segundo Raul Fritz, da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), “não se via seca tão severa para um período consecutivo desde 1910”, quando dados sobre as chuvas passaram a ser coletados. O Ceará é o Estado em pior situação. Seus reservatórios têm apenas 7% da capacidade armazenada. Nos últimos cinco anos, choveu em média 516 milímetros no território, enquanto a média mínima é de 600 milímetros. “E o Ceará é o retrato do que ocorre nos demais Estados”, diz Fritz.
Vários rios e açudes também secaram. Muitos moradores, inclusive em grandes cidades, só têm acesso à água fornecida por caminhões-pipa bancados pelos governos federal e estaduais.
De 2012 a 2015, o Nordeste registrou prejuízos de R$ 104 bilhões com a seca. O valor equivale a quase 70% das perdas em razão desse fenômeno em todo o Brasil, segundo a Confederação Nacional de Municípios (CNM). Os valores de 2016 ainda não foram contabilizados.
Em Pernambuco, onde boa parte dos 185 municípios está em situação de emergência, a perda chega a R$ 1,5 bilhão só na pecuária. O rebanho bovino, formado por 2,5 milhões de cabeças em 2011, diminuiu em 554 mil cabeças no ano passado.
Ainda que caprinos e ovinos tenham sofrido com a estiagem, como os do criador Silva, o rebanho cresceu por ter substituído o gado, que é menos resistente à seca. O número de cabras, bodes e cabritos passou de 1,9 milhão para 2,4 milhões em quatro anos. O de ovinos saltou de 1,8 milhão para 2,4 milhões.

Emparn divulga boletim com as chuvas registradas nesta segunda-feira 09, em Angicos choveu 10 milímetros




A Emparn divulgou o boletim pluviométrico das chuvas registradas nos seus pontos de captação de ontem, segunda-feira, dia 09, para esta terça-feira, dia 10 de janeiro. Na Região Oeste do estado choveu na cidade de Campo Grande, 1,3mm. Na região Central (Seridó), choveu em: Florânia (Inemet)...

MAIS INFORMAÇÕES »

#
fonte do blog de poder angicano

CERTIFICADO DE CADASTRO DE IMÓVEL RURAL PODE SER PAGO SEM MULTAS ATÉ SÁBADO (14)


O Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCIR) dos exercícios de 2015 e 2016 já está disponível para emissão. O CCIR pode ser pago até 14 de janeiro sem cobrança de juros sobre o valor da taxa de serviço cadastral.
O alerta é feito pela Coordenação Geral de Cadastro Rural – vinculada ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) -, como orientação aos detentores de mais de 5,7 milhões de imóveis rurais privados para regularização do cadastro dessas áreas.

Postado por Noticias DE VENHAVER EREGIAO 
fonte do blog de venha ver noticias

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

2017 começa com salário mínimo de R$ 937




O primeiro mês do ano é marcado por reajustes salariais de diversas categorias de servidores, além do novo salário mínimo de R$ 937. Na última quinta-feira (29), o governo anunciou o valor. O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão informou que o reajuste – de R$ 880 para R$ 937 – significa um aumento de R$ 38,6 bilhões da massa salarial em 2017.

O valor representa 0,62% do Produto Interno Bruto (PIB) e, segundo o governo, terá “efeitos positivos na retomada do consumo e do crescimento econômico ao longo do ano”. O novo salário passa a vigorar neste domingo (1º).

O Ministério do Planejamento também anunciou nos últimos dias de 2016 o reajuste de oito categorias, com validade a partir de janeiro. Auditoria-fiscal da Receita Federal; auditoria-fiscal do Trabalho; perito médico previdenciário; carreira de infraestrutura; diplomata; oficial de chancelaria; assistente de chancelaria; e policial civil dos ex-territórios (Amapá, Acre, Rondônia e Roraima) são as categorias contempladas.

O governo frisou que os reajustes concedidos não alteraram a estabilidade das despesas de pessoal. Segundo a pasta do Planejamento, houve “uma queda expressiva” das despesas com pessoal, de 4,6% do Produto Interno Bruto (PIB – a soma de toda riqueza do país) em 2009 para 4,1% na estimativa para 2017.

Outra categoria que terá aumento na remuneração a partir deste mês é a dos profissionais integrantes do Programa Mais Médicos. Com o reajuste, o valor, chamado de Bolsa Formação, passa de R$ 10.570 para R$ 11.520.

Emater/Funcitern: Prazo para inscrições para seleção pública é prorrogado até esta segunda-feira





Foto: Reprodução

As inscrições para o processo seletivo de bolsistas, promovido pelo Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (Emater/RN) em parceria com a Fundação para o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação do RN (Funcitern), foram prorrogadas e se encerrarão às 23h59 desta segunda-feira (02) – o prazo dado anteriormente era até este domingo (1º).
Além dessa data, outras também sofreram mudanças, salienta informação da assessoria de imprensa da Emater/RN.
Serão disponibilizadas 143 vagas temporárias, válidas por um período de 24 meses.
Entre os cargos oferecidos, estão o de auxiliar administrativo, técnico agrícola (agropecuária ou agroecologia), técnico em informática – estes de nível médio; bacharel em Direito, administrador, arquiteto, assistente social, médico veterinário, engenheiro de pesca, nutricionista, publicitário, jornalista, entre outros de nível superior.
Dependendo do cargo escolhido, as atividades serão realizadas em Natal ou no interior do estado.
O edital foi lançado no dia 24 de dezembro e as inscrições começaram no dia 25, exclusivamente pela internet, através do site www.selecao.emater.rn.gov.br.
A seleção ocorrerá por meio de análise curricular e entrevista.
Somente serão convocados para entrevista os candidatos cujos currículos atenderem aos requisitos previstos no edital.
Os participantes serão informados do dia e o horário da entrevista através da área do candidato, disponível no referido portal eletrônico.
O resultado final da seleção está previsto para o dia 09 de fevereiro de 2017, no Diário Oficial do Estado e nos sites da Emater/RN (www.emater.rn.gov.br) e Funcitern (http://funcitern.wixsite.com/funcitern).
As convocações iniciam a partir do dia 10 de fevereiro.
fonte do blog de pauta aberta

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

PERDEMOS UMA GUERREIRA - DONA MARIA LINHARES


Perdemos uma grande Guerreira da Agricultura Familiar, Dona Maria Linhares.
Sócia do STTR a muitos anos e sempre colaborando com os trabalhos da mulher e do homem do Campo.
Estamos de LUTO.
A diretoria do STTR de Angicos se solidariza a toda a família.

MENSAGEM NATALINA



Vivemos um tempo que nos transporta há momentos  reflexivos, de uma demonstração sincera onde estejam presentes o amor, a união o respeito à ética, a paz duradoura, as experiências vividas e compartilhadas, a mão que se estende para cumprimentar, os braços que abraçam, os olhos fixos para visualizar as boas e sinceras amizades e o aconchego familiar e profissional. É nesse sentimento e nesse clima harmonioso saudável e feliz, que todos nós  que fazemos o Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e agricultoras familiares, na pessoa do seu presidente Ivanaldo Rogério Cunha Ferreira, e todos os demais membros nos confraternizamos e Saudamos toda família Sindicalista, bem como a todas as famílias angicana, desejando a cada um e a cada uma, um Feliz Natal e um Ano Novo, cheio de muita paz, saúde e felicidades.
                 São os Sinceros Votos de Naldinho e todos os que fazem o STTR.


              Angicos/RN, 14 de dezembro de 2016

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Meteorologista da Emparn confirma tendência de muita chuva em 2017



As chuvas que caíram no final de semana em várias cidades do Rio Grande do Norte foram vistas por Gilmar Bristot meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), como um sinal de que muitas outras virão em 2017. Ele considera que o índice pluviométrico será superior a 700 milímetros no Estado. Gilmar Bristot revela expectativa positiva para o próximo ano e alerta sobre a possibilidade de enchentes em Alto do Rodrigues, Ipanguaçu e Pendências, cidades que se localizam no Vale do Açu.

O volume da barragem Armando Ribeiro Gonçalves estabilizou do início da manhã do domingo até a manhã de hoje (21). O reservatório está com 371,7 milhões de metros cúbicos, o que representa 15,49% da capacidade de acumulação da barragem.

fonte do blog de angicos news

A proposta de Reforma da Previdenciária rural




Em outros artigos, publicados aqui no Portal do Potiguar Notícias, tenho mostrado a minha preocupação com o setor rural, principalmente com os agricultores(as) familiares, mas, não tinha opinado em relação a proposta avançada pelo Governo Temer, através da PEC nº 287/2016, que efetivamente, não houve uma discussão com a sociedade, com os movimentos sociais, com as lideranças políticas, a não ser com o setor rentista, interessado em uma grande previdência privada.


Falar sobre previdência rural, logo agora que começam a cair às primeiras chuvas, após cinco anos de seca ininterrupta, escrevo em uma segunda-feira fria, de chuvas moderadas em Natal abrandando o clima, e, com boas notícias de chuvas em toda parte do Estado, mas, convencido que o Governo Temer, neoliberal, comprometido com os setores rentistas, denunciado de corrupção e de tráfico de influência e outras mazelas, parece um paradoxo.


A grande problemática da proposta da Reforma previdenciária para os agricultores(as) familiares, consiste no aumento da idade para aposentadoria de sessenta e cinco anos, quando atualmente, para homens são sessenta anos e mulheres cinquenta e cinco anos, sem quaisquer justificativas, pois, a expectativa de vida para o campo é de setenta anos, então, a proposta seria para uma aposentadoria para os beneficiários de apenas cinco anos, e quando alcançarem a idade de sessenta e cinco anos.


A igualdade imposta para as mulheres é cruel, pois, igual aos homens começam a trabalhar na agricultura e criação de animais, em tenra idade, a sol causticante do nordeste brasileiro, responsáveis por uma jornada de trabalho triplicada, do labor e suas intempéries, das tarefas intermináveis do lar, da educação dos filhos, de levar a cabo uma maternidade com uma prole numerosa, o desgaste humano é muito maior.


A redução da pensão por morte para cinquenta por cento do salário mínimo não há justificativa alguma, além do pagamento mensal a previdência, e quando da inadimplência a falta de possibilidade de pleitear os benefícios de auxílio doença, licença maternidade, aposentadoria por invalidez e outros, faz um quadro de violência e de marginalidade social, de exclusão e vulnerabilidade, fragilizando o tecido social, certamente aumentando as injustiças e por consequência a violência.


A desvinculação dos benefícios previdenciários ao salário mínimo levará a perda do poder de compra dos beneficiários, afetando a economia local, principalmente, dos pequenos negócios nas comunidades rurais, desestabilizando as cadeias produtivas, uma vez que, houve a implantação de uma política para a recuperação do salário mínimo, com fundamento no crescimento do PIB e da inflação.


A proposta para a Previdência Social rural deve ser rechaçada, devendo os movimentos sociais posicionarem de forma forte e unida, procurando os parlamentares, para uma troca de informações, de manter o diálogo, com sabedoria, e a fim de assegurar os direitos conquistados historicamente, na sua maioria na Constituinte de 87/88, a muito custo, das mobilizações sociais com caravanas para Brasília.


Evandro Borges
Advogado
fonte do blog de jocelino dantas

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Tem chuva para o sertão: Institutos preveem chuvas no Nordeste Brasileiro




O tempo mudou completamente no Nordeste nos últimos dias. O ar úmido se espalhou sobre a Região permitindo a formação de nuvens carregadas que provocaram chuva forte em diversos estados. Mas a maior mudança foi nos estados do leste do Nordeste, faixa entre o Rio Grande do Norte e o nordeste da Bahia que termina a semana com muitas nuvens e pancadas de chuva.
A chuva caiu forte no sertão do Ceará e de Pernambuco. Segundo CEMADEN – Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais – entre 13h do dia 15 e 13h do dia 16 de dezembro choveu 115 mm em Serrita, no sertão de Pernambuco. No mesmo período, em Cabrobó também no sertão pernambucano, choveu 45 mm apenas na manhã do dia 16, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia.
O aumento da umidade e a formação das nuvens de chuva nos últimos dias foram provocados pela atuação de um VCAN, Vórtice Ciclônico de Altos Níveis que avançou sobre o Nordeste.
As pancadas de chuva vão continuar sobre o Nordeste pelo menos até o dia 21 de dezembro, próxima quarta-feira, quando começa oficialmente o verão. Além do VCAN, a ZCIT, Zona de Convergência Intertropical se aproxima do Nordeste trazendo mais nuvens de chuva para o norte do Nordeste.
Até o dia 21, a previsão é que chova no interior e no litoral de todos os estados. Pode até chover forte em algumas horas nas áreas secas do interior, mas a chuva que ocorrer será em pequenas áreas e não deve se prolongar por muito tempo.